Archive for março \11\UTC 2011

A polêmica do Prêmio Jabuti

março 11, 2011
Um crítico literário dizia que a literatura é uma beleza, mas a vida
literária uma merda. Não sei se ele empregou o último termo, mas o
sentido seria o mesmo.
Isso vem a propósito da recente polêmica envolvendo os livros Leite
derramado, de Chico Buarque e Se eu fechar os olhos agora, de Ednei
Silvestre. A polêmica se deveu ao fato de o último romance ter obtido
o Prêmio Jabuti de melhor romance de 2009, mas não ter levado o prêmio
de melhor livro de ficção do ano. Tal prêmio coube ao primeiro romance,
apesar de ter ficado em 2º lugar como melhor romance de 2009. O que
pode parecer uma contradição se explica facilmente. É que na escolha
de melhor romance o júri é composto apenas de críticos literários, ao
passo que na escolha do melhor livro de ficção o júri é ampliado,
integrado por editores, livreiros, agentes, distribuidores, etc.
Se os critérios não são justos, que se mude o regulamento. O dono da
Record achou-se no direito de espernear, conquanto saiba que as regras
são essas desde que o prêmio foi instituído. Por outro lado, o dono da
Companhia das Letras, em lugar de simplesmente responder com as
diferenças de composição dos respectivos júris, foi buscar argumentos
impertinentes, mencionando que a contestação reproduzia o baixo nível
da história política recente, etc.
Seria mais proveitoso para os leitores que a discussão se resumisse
aos romances em si. Não que faça pouco do valor dos prêmios. Eles
constituem o sistema literário, são um estímulo aos escritores,
funcionam como uma espécie de bússola para os leitores, movimentam o
mercado de livros, etc. Mas quando argumentos tão toscos são
esgrimidos, é de se lamentar.

(texto enviado por Benito Petraglia, em 11/03/2011) 

Anúncios