Mais uma vez, o Liceu

No ano passado escrevi de forma meio despretensiosa, após uma sugestão de um amigo, uma crônica que falava sobre o Liceu, colégio onde estudei no Ensino Médio, e que muito me marcou. Era para o Concurso Literário da UFF de 2010, que tinha como tema “50 anos … e agora?”, ou algo parecido. Não precisava falar sobre os 50 anos da UFF, mas sobre algo que envolvesse o período de 50 anos.  Aproveitei um evento que alguns ex-liceístas que estudaram bem antes de mim, em comemoração aos 50 anos de formatura, e junto falei sobre um personagem que era muito falado por alguns amigos que ganhei dessa turma e que não está mais entre nós, cujo nome não me recordo (foi dito uma vez numa mensagem no orkut por um primo seu), mas que era conhecido como Maneco, ou Manequinho, do Liceu.

Sinceramente, não achava que conseguiria ser um dos finalistas do Concurso, pois escrevi o texto em uma tacada só, em poucas horas, quando já se encerrava o prazo para a entrega dos textos. Nem revisei. Mas acabei sendo um dos finalistas.

Mostrei a crônica para todos os personagens que foram citados e para mais alguns que se interessaram em lê-lo.  Um dos últimos que receberam o texto acabou sendo o Carlinhos, um botafoguense que assina seus textos como Calf, e com o qual venho mantendo contato desde 2006, quando descobri na internet um texto de sua autoria fazendo uma narrativa de todo o período em que ele estudou no Liceu, com uma precisão incrível, que cheguei a achar que ele tinha anotado todos aqueles nomes e fatos em algum diário.  Depois desse texto, ele me mostrou outros textos e posteriormente publicou um livro com aqueles e outros contos, todos com o Liceu como tema de fundo.

Após ler minha crônica, no mesmo dia o Carlinhos e eu trocamos algumas mensagens por e-mail, sempre com ele citando mais um ou outro fato que falava sobre o personagem principal da crônica.  Eu havia usado todas aquelas cenas descritas pelas memórias incríveis daqueles jovens senhores e praticamente me coloquei como se estivesse lá junto a eles, presenciado tudo que envolvia o Manequinho.  Quando achava que o assunto tinha morrido, no dia seguinte olho minha caixa de mensagens de um e-mail que nem tenho o costume de abrir todo dia, e vejo uma breve mensagem do Carlinhos, falando que depois de ler o meu texto outra vez, ele ficou a pensar e acabou por escrever outro texto, que não só comentava meu texto, como mais uma vez falava sobre o Manequinho, e mandou-me a pequena crônica em anexo.

Problemas de incompatibilidade tecnológica (meu Word onde estava não era da mesma versão do arquivo enviado), me fizeram não lê-lo imediatamente. Quando eu o li, me emocionei muito mais do que qualquer outro texto que falava sobre o Liceu ou qualquer um de seus personagens. Pedi autorização ao Carlinhos para postá-lo aqui no blog, mas ele me pediu que primeiro fizesse umas pequenas correções para que eu o postasse. Além do mais, nem no seu site ele o postara.

Em breve, postarei a minha crônica, e logo depois o texto do Carlinhos.

Os ex-liceístas irão gostar. Espero que os não-liceístas também gostem.

Anúncios

2 Respostas to “Mais uma vez, o Liceu”

  1. Eloisa Helena Says:

    Aguardarei o texto do Carlinhos ansiosamnete.Como ex-liceista, não posso deixar d ler e reviver o espaço de tão garndes emoções e sonhos!
    Que bom ter vc aqui na internet!

  2. vera regina Says:

    Vou ficar aguardando com grande expectativa, pois, sempre e bom lembrar de um passado que foi tão bom.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: