Archive for outubro \22\UTC 2011

Ópera dos mortos

outubro 22, 2011

 

Há cerca de três meses, vi uma lista de livros que eu teria que já conhecer.  A lista era bem extensa. Cerca de 20 romances e mais 15 autores de poesia, dos quais eu teria que ter conhecimento de suas antologias.  Passei os olhos pelos romances e vi que cinco deles não tinha lido e os outros ou eu tinha lido alguns entre 2001 e 2005, e outros bem antes só uma vez ou mais de uma vez, em várias épocas.  Como não tenho impressora, copiei os nomes dos livros e os autores de poesia para me basear nas minhas leituras.  Para minha sorte, só tive que comprar dois dos romances e duas antologias, pois o restante todo eu já tinha ou sabia que um amigo teria e me emprestaria.  Como o tempo era curto, decidi que leria todos os que não tinha lido e faria uma revisão rápida dos que já conhecia.  Consegui cumprir minha agenda e no dia “D”, ainda revi a lista e minhas anotações.  Estava pronto.

Recebi então aquela folha, e vejo nela escrito AUTRAN DOURADO – Ópera dos mortos.  Congelei.  Como assim?  Eu tinha lido esse livro em 2001, mas ele não estava na lista.  O estado em que fiquei me deixou sem lembrar de nada do livro. O que houve que ele não estava lá.  Aos poucos acalmei e lembrei: o casarão, os velhos relógios quebrados, a filha que restara da família e ficara na casa, os ex-moradores que passaram a participar daquela ópera dos mortos que assombravam o ar daquele casarão, os velhos móveis, o tempo que deixava sua marca nas pessoas e na casa…  Bem, consegui lembrar muita coisa depois de algum tempo.  Chegando em casa, fui rever minhas anotações. Não estava lá Autran Dourado. Fui no site e, tal qual o saci que Monteiro Lobato classificava os erros tipográficos dos livros que ele revisava antes da publicação que só apareciam depois de publicados, a Ópera dos mortos  apareceu acenando para mim, sorrindo zombeteiramente de minha cara.

Como “castigo”, fui na minha estante e já estou relendo a Ópera.

Em tempo: o livro é muito bom.

Anúncios